Joaquim Távora - PR

Joaquim Tárora está localizada no ponto setentrional do Estado do Paraná, chamado de norte velho ou norte pioneiro
Tem suas fronteiras delimitadas pelas cidades de Santo Antonio da Platina, Jacarezinho, Ribeirão Claro, Carlópolis, Siqueira Campo, Quatiguá e Guapirama. Possui uma área de 290,3 Km2, estando a 23° 29' 48'' de latitude sul, e 49° 55' 29'' W-GR de longitude oeste. Está a 620 metros de altitude.
Sua população, total é de 9.672 habitantes, sendo urbana: 6.973 e população rural: 2.699   

HISTÓRIA:
O norte pioneiro do estado do Paraná foi colonizado inicialmente, por paulistas e mineiros com a fundação das cidades de Wenceslau Brás e Jacarezinho. Depois vieram imigrantes espanhóis, italianos, alemães, lituanos e de outras etnias, que já estavam trabalhando na Fazendas de café do estado de São Paulo, ou estabelecidos em outras regiões e resolveram ir para o Paraná, atraídos pela oferta de terras férteis e com preços baixos. Era a chance de realizar o sonho de ter suas próprias terras.
A Fazenda do Jaboticabal da Barra Grande, que pertencia a família Dias, foi onde começou a cidade de Joaquim Távora.
Com a rede ferroviária passando pelo local (Estrada de Ferro da Rede Viação Paraná-Santa Catarina), teve início a povoação e desenvolvimento da cultura cafeeira nas terras férteis da região. O primeiro nome da cidade foi Saltinho, depois, Affonso Camargo e em 1929, Joaquim Távora.
Miguel Dias O pioneiro, capitão Miguel Dias, tinha uma fazenda de 310 alqueires, com mais de 30.000 pés de café e outras de mesma proporção na região.
Miguel Dias, nascido a 10 de maio de 1878 em Apiahy, no estado de São Paulo, filho de João W. Fulvood e de D.Anna Esteves Dias. Casou com Heliodora Maria Dias, natural do município de Piraju - SP, tinham os seguintes filhos:
Noemia, Rivadavia, Olga, Ana, Christina ,Maria Luiza, Laura, Sinézia, Olivério, Mauro, Chrismina e Miguel.
A participação do capitão Miguel Dias foi essencial na fundação e povoamento de Joaquim Távora, sendo considerado na época o líder político do povoado. O Capitão Miguel Dias foi vereador da Camara Municipal de Santo Antonio da Platina e Vice-presidente do Diretorio Politico do Partido Republicano Paranaense.

Em 1924 - Joaquim Távora, recebeu imigrantes ucranianos, poloneses, sérvios, lituanos e outros que se estabeleceram na Colônia São Miguel.
Alguns sobrenomes de imigrantes: Beruski, Milewski ou Miliauskas, Miskalo.

O município foi criado através de Lei 2.645, de 10.04.1929. Foi instalado oficialmente em 21.09.1929, sendo desmembrado de Santo Antonio da Platina.

NOSSA FAMÍLIA:
Joaquim Távora foi importante na história de nossa família . Foi o ponto de encontro dos imigrantes espanhóis, família Ruiz Martínez que já haviam morado em Dourados e Nova Europa, no estado de São Paulo. Os descendentes de imigrantes alemães, Samuel Henrique Weber e família que vinham de Anitápolis - SC, que tinham se estabelecido anteriormente nas Colônias alemãs Santa Isabel em Santa Catarina. Petruska Milianskaite, imigrante de Kalvarija/Marijampole/Lituania que chegou ao Brasil em maio de 1924 com uma família que desconhecemos o nome. Foi viver na pensão de Carlos Herbert e dona Clara até 1928, quando se casou com José Manoel Ruiz Martinez.
Juan Ruiz Martínez comprou um sítio em Joaquim Távora, onde morava com sua família. Por sua propriedade passava a linha ferroviária, se localizando no lado direito da estrada que vai para Quatiguá. Seus irmãos Francisco e Pedro também compraram sítios vizinhos. Mais tarde, quando seu filho mais velho, José Manoel casou, também teve um sítio próximo. Era o pedacinho dos Ruiz.
Juan era espanhol nascido em Vélez Rubio, província de Almeria, na região de Andalucia. Na viagem da imigração para o Brasil, no navio Aquitaine, conheceu Carolina Martínez Sanchez, nascida em Cúllar, província de Granada, Andalucia, Espanha. Se casaram em Dourado - SP em 15.08.1908. Anos depois, mudaram para outra colônia, próxima a Dourado, que deu origem à cidade de Nova Europa- SP . E, posteriormente, mudaram para Joaquim Távora, no Estado do Paraná.
Juan Ruiz Martinez e Carolina Martinez Sanchez tinham os seguintes filhos:
José Manoel Ruiz Martinez, Isabel (faleceu na infancia) , Francisca , Ramon , Julia, Carolina, João, Manoel, Francisco, Maria, Pedro e Hilário (faleceu com 11 meses).

José Manoel Ruiz Martínez casou em 19.03.1928 com Petruska Milianskaite em Joaquim Távora-PR.
Petruska era conhecida por Petrúcia. José gostava muito de tocar acordeão e tocava nos bailes em Joaquim Távora. Nos anos 40, teve uma jardineira (transporte coletivo da época). Quando se mudou para Londrina - PR, trabalhou como taxista. Foi um dos primeiros moradores da Vila Casoni, um dos bairros mais antigos da cidade de Londrina. José e Petruska tiveram os seguintes filhos:

  1. João Ruiz (neto)* 18.04.1929 em Joaquim Távora - PR (ano que a cidade mudou seu nome para Joaquim Távora e de sua emancipação política ), † 09.12.1984 em Londrina, oo com Rosa Weber;
  2. Isídio Ruiz * 01/09/1930 (faleceu na infancia)
  3. Ilídia Ruiz * 14.11.1931 em Joaquim Távora - PR, oo com Olívio Novelli;
  4. Leony Ruiz * 12.10.1935, em Joaquim Távora - PR, oo com Manuel Isidoro da Silva;
  5. Silvio Ruiz * 12.11.1933 em Joaquim Távora - PR, oo com Matilde Fernandes;
  6. Carolina Ruiz * 18.07.1937 em Joaquim Távora - PR, oo com Pedro Pereira Morais;
  7. Célia Ruiz * 25.10.19?? em Joaquim Távora - PR, reside em Londrina.
  8. Lourival Ruiz - (Neno), * 25.07.1947 em Joaquim Távora-PR, † 11.02.1979 em Londrina - PR, oo a 04.02.1978 com Mary Vanderly Almeida;
  9. José Iokubas Ruiz (Pinduca) * 01.09.1950 em Joaquim Távora - PR, oo com Helena

João Ruiz conheceu Rosa Weber , descendente de alemães, que estava residindo em Joaquim Távora e trabalhava junto com Ilídia Ruiz, sua irmã. E começou o namoro. Porém sua família se transferiu no final de 1950 para a cidade de Ponta Grossa - PR. E o namoro continuou através de cartas. No natal, João foi a Ponta Grossa e pediu Rosa em casamento. Em 13.10.1951 se casaram na Igreja Sao José, em Ponta Grossa - PR. E Rosa voltou para Joaquim Távora casada, deixando a família em Ponta Grossa.
Moraram em Joaquim Távora até meados de 1954 quando mudaram para Londrina.

Pouse o sensor do mouse sobre as fotos para ler as legendas... e clic para ampliá-las!

Mapa J. Távora, encontrado na Prefeitura da cidade Tenente Joaquim Távora - que deu origem ao nome da cidade Juan Ruiz Martinez, esposa Carolina, filhos, netos... em Joaquim Távora - PR Sítio que foi de José Manoel Ruiz Martinez em J. Távora Igreja matriz São Sebastião - em Joaquim Távora - PR Árvore na praça da matriz - Glacy em sua cidade natal... vista aérea de Joaquim Távora (atual)

http://weber-ruiz.com/ruiz/papa_familia02.jpg
Francisco Ruiz Martínez * em 1888 em Vélez Rúbio/Almeria (irmão de Juan) também veio morar em Joaquim Távora. Comprou um sítio próximo à estrada para Quatiguá. Casou com Amália Romero Martínez. Tiveram os seguintes filhos: José Miguel Ruiz que se casou com Francisca; Isabel (faleceu na infancia), João (Juanim), Manoel († em Curitiba-PR), Carmem que residia em Londrina e Maria (faleceu na infancia).

Personalidades Ilustres:

José Richa nasceu a 11 de setembro de 1934. Se orgulhava de dizer que nasceu no Curuçá, pequeno distrito do município de Joaquim Távora. Filho de Assad Khalil Richa e de DI Joanna Miguel Richa. Casado com Arlete Vilela Richa, e tinha os filhos:
José Richa Filho, Carlos Alberto Richa e Adriano Richa.
Formado em Odontologia pela Universidade Federal do Paraná. Iniciou carreira política na década de 60. Foi eleito em 1962, deputado federal e reeleito quatro anos depois. Foi prefeito de Londrina em 1972, aonde chegou em 1939. Foi eleito senador em 1978. Foi um dos políticos mais respeitados do País. A destacada atuação como governador levou José Richa novamente ao Senado, em 1986. Concorreu ao governo do Paraná, em 1990, e deixou a política para dedicar-se à família e aos negócios. Trabalhava como conselheiro em diversos grupos empresariais, como Vasp e Itaipu Binacional.

Dados do Município:

Aniversário da cidade: 21 de setembro
Densidade Demográfica: 33,31 hab/km²
Distância de Curitiba: 314 km
Porto de Paranaguá: 432 km
Londrina: 170 KM
Clima Subtropical Úmido Mesotérmico, verões quentes com tendência de concentração das chuvas (temperatura média superior a 22° C), invernos com geadas pouco frequentes (temperatura média inferior a 18° C), sem estação seca definida.
CEP: 86455-000


Estação Ferroviária
Estação Ferroviária - Patrimônio cultural
Joaquim Távora - no Wikipédia

Livro de Visitas

Glacy Weber Ruiz

E-mail:
weber.ruiz@gmail.com
familia.miliauskas@gmail.com


Familia Ruiz | Família Martinez Sanchez | Nova Europa - SP | Londrina - PR | Velez Rubio - ES | Lista de Sobrenomes